30 julho 2014

Anime: Sword Art Online




Titulo Original: Sword Art Online
Gênero: Ação, Aventura, Fantasia, Light Novel, Realidade Virtual, Romance, Seinen
Estúdio: A-1 Pictures
Ano: 2012
Nº de episódios: 25 episódios
Sinopse: Em SAO com o equipamento Nerve Gear, um capacete de realidade virtual que estimula no usuário cinco sentidos através de seu cérebro, os jogadores podem experimentar e controlar seus personagens no jogo com suas mentes. No dia 6 de novembro de 2022, quando todos os jogadores entram no jogo, eles têm uma grande surpresa: seus botões de deslogar desapareceram. Pouco tempo depois Kayaba Akihiko, o criador do SAO informa a eles que para sair daquele jogo deverão chegar ao 100º andar de derrotar o chefe final. E que se morrerem dentro do jogo eles também morrerão na vida real. Começamos a acompanhar Kirito um jogador habilidoso que foi um dos Besta Testers (jogadores que já tinham entrado no jogo para testa-lo) e que está determinado a vencer o jogo. Kirito conhece Asuna que mais tarde se torna sua aliada e par romântico. Os dois estão determinados a vencer o jogo e libertar todos os jogadores.
***
"Níveis são somente números. Nesse mundo força é apenas uma ilusão. Existem coisas mais importantes."

  Sword Art Online foi um dos animes que eu estava mais ansiosa para ver. Acabei vendo o anime inteiro no mesmo dia (e acabei meio cega). SAO é um dos animes que mais gostei, mas o segundo arco deixou a desejar.
  O roteiro de SAO não deixa a desejar. A história é bem elaborada e como tudo é focado em chegar ao fim do jogo não tem como dizer que tem muito desvios do objetivo principal, uma vez que, tudo que Kirito faz no jogo rende melhoras para seu personagem. Mesmo as cenas mais românticas e paradinhas não se tornam tediosas como em outros animes. Fiquei bem ansiosa para saber o que ia acontecer nos próximos capítulos.
  Os personagens são carismáticos e uteis, nada de pesos mortos no anime. Não dá para conhecer nenhum muito profundamente além de Kirito e Asuna, mas dá para gostar de alguns. Como Kirito é um jogador solo acabamos conhecendo só a ele e mais tarde a Asuna quando eles se tornam aliados.




  O romance dos dois não é uma coisa forçado. Acho que esse é um dos casais mais naturais que já vi. Dentro de toda a realidade perturbadora de SAO eles encontram apoio um no outro para continuar. É bem bonitinho. O belo casalzinho rende ótimas cenas cômicas e de ação para apreciar.
  O ambiente de SAO foi um dos cenários de anime que mais gostei. A cada andar eu ficava mais encantada. Tudo é mágico, reflete exatamente o ambiente de um jogo de fantasia. As paisagens naturais, as cidades, os monstros, as criaturas, tudo te faz entrar em um novo mundo.




  Você deve está se perguntando: se ela gostou tanto do anime porque falou que não gostou? Bem, é porque essa é só a primeira parte.  A partir daqui é a segunda parte do anime, é  spoiler pra quem não assistiu o anime então se quer toda a surpresa pule os próximos parágrafos.
  Kirito consegue matar o ultimo chefão do jogo (não vou dizer quem, como ou quando) e vence o jogo. Com isso todos os jogadores podem deslogar. Kirito volta ao mundo real e descobre que Asuna e mais um grupo de jogadores ainda não acordaram.
  Para começar eu achava que não era necessário ter uma continuação. SAO acabou muito bem do jeito que terminou (na verdade achava que a Asuna tinha que ter morrido. Sim, eu acho ela chata. Não me batam). Sim, o anime é bom e sempre queremos mais, porém acho que é melhor um anime pequeno que termina de forma impressionante do que um de 100 episódios que desanda no meio da história. No segundo arco muitas coisas me incomodaram. Como quando Kirito acordou e simplesmente saiu andando pelo hospital, mesmo tendo passado dois anos sem ter feito nenhum movimento. Ele também não teve nenhum trauma aparente causado pelo jogo, mesmo sabendo que milhares de pessoas morreram, incluindo alguns dos que foram seus companheiros. Bem, mas vamos a ALO.



  Ao acordar Kazuto (verdadeiro nome de Kirito) procura por Asuna e a acha em um hospital (que coincidentemente é perto de sua casa. Sei lá, acho que ela podia morar do outro lado do país pelo menos...) ele a visita todos os dias esperando que ela acorde. Um dia um amigo que Kazuto conheceu em SAO vê uma foto do que parece ser Asuna presa, no que eles chamam de Arvore do Mundo, dentro de um jogo chamado Alfheim Online (ALO). A partir dai Kazuto decidi que irá libertar Asuna. Ele entra em ALO e começa sua jornada para chegar a Arvore do Mundo para liberta-la.  Ele descobre que pode usar o mesmo equipamento que usava para logar em SAO para logar em ALO (Se fosse eu nunca mais colocava aquele troço na minha cabeça). Ao logar ele conhece Lyfa, que na verdade é sua irmã, que na verdade é sua prima... Pois é, né? Ela o ajuda a chegar a Arvore do Mundo e a passar pelos obstáculos junto com outros jogadores em uma cena mais clichê impossível. Sério, tem de tudo:

CUIDADO SPOILER (Selecione o texto para ler)
- os amigos dando suporte
- o bobo apaixonado fraquinho que se sacrifica em uma grande explosão
- a chegada heróica de Gandalf com os cavaleiros de Rohan das guildas aliadas
- a líder gostosa com seu peitão balançante a cada ordem que ela berra
- a ponta do triângulo amoroso dando sua arma para que o herói invoque um poder inexplicável e atravesse finalmente os inimigos 
Trecho de Horas Perdidas
FIM DO SPOILER




   Nesse arco alternamos entre o mundo virtual e o mundo real e tudo é focado no resgate de Asuna e não em terminar o jogo, assim o mundo de ALO não é muito explorado. Além de termos pulado de um mundo de grandes guerreiros medievais para fadas. Pra mim ficou forçado. O certo é que o segundo arco ficou corrido demais para ser bom. Não saboreamos o desenrolar da história, tudo é jogado em cima da gente de uma vez e quando nos damos conta o anime está terminando.
SPOILER: No fim do anime Kirito ganha um sistema chamado “A Semente” que pode criar mundos como os de SAO e ALO. Kirito decide colocar a coisa online e logo milhões de pessoas já estão usando. Fique pensando nessa parte... Por que diabos ele confiou num cara que matou milhares de pessoas? E se esse fosse mais um plano maligno dele? FIM DO SPOILER




  O final do anime deixa muito a desejar e até apelativo em algumas partes. É tudo muito “felizes para sempre”.
  Achei Sword Art Online bom até o 14º episódio. É o tipo de anime que é bom e vai desandando no meio, tenta se acertar no fim e você torce para ter uma próxima temporada para concertarem o estrago. A animação e a trilha sonora são boas.  Enfim, veja os primeiros episódios para saber se vale a pena continuar assistindo.
  Atualmente estão lançando uma nova temporada chamada Sword Art Online II que se passa em um jogo de assassinos o Gun Gale Online. Comecei a assistir os primeiros episódios e parece que a história esta ficando cada vez melhor. É nesse arco que Kirito vira shemale. No fim da temporada volto com opnião sobre GGO.



  Espero que Gun Gale Online me faça esquecer ALO e me traga as boas lembranças de SAO de volta.

2 comentários:

  1. Odeio anime. Pode ser sobre o Tolkien, mas não consigo ler. Simplesmente não consigo! Mas a história parece legal, mas realmente não consigo ver animes. Me dá uma raiva estranha ver algo sobre anime, ou ver um anime.

    The Lord of Thrones

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que isso jovem, pra que o nervosismo calma vai ter um ataque do miocárdio catastrófico, relax se vc não gosta de uma coisa não precisa expressar seu desgosto xingando, a melhor coisa a se fazer é a seguinte ''Se você não gosta'' não perca seu tempo lendo e comentando, leia uma coisa que te agrade, tchau e toma juízo.

      Excluir